terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Físico desmente jornal sobre impacto ambiental das buscas no Google

Uma reportagem da edição do último domingo (11/01) do jornal inglês The Times teve repercussão no mundo inteiro. De acordo com o texto, um estudo do físico Alex Wissner-Gross, da Universidade Harvard, estabelecia que uma busca no Google emitiria 7 gramas de dióxido de carbono. Duas pesquisas, portanto, seriam comparáveis a por uma chaleira para ferver.

Depois disso, porém, o físico explicou que seu estudo sequer cita o buscador.
“Nosso trabalho não tem nada a ver com o Google. O foco foi a web em geral, e descobrimos que são necessários cerca de 20 miligramas de dióxido de carbono por segundo para visitar um site”, disse Wissner-Gross.

O físico também negou ter sido o responsável pela comparação com a chaleira. “Não faço idéia de onde conseguiram essas estatísticas”, rebateu. “Tudo que é feito online tem um impacto ambiental. Acho que todos concordam com isso, inclusive o Google”, acrescentou.

http://wnews.uol.com.br/site/noticias/materia.php?id_secao=4&id_conteudo=12435"

Nenhum comentário: