terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Apple disse não ao multitouch no Android

Um “acordo de cavalheiros” pode estar por trás de uma das ausências mais sentidas no Android: o recurso multitouch.

Um membro do grupo de desenvolvimento do Android revelou ao VentureBeat que a Apple pediu ao Google para deixar a tecnologia de fora do sistema operacional. E o Google disse sim.

Não é tão difícil entender por que. O Google tem uma série de produtos feitos sob medida para o iPhone – YouTube, Google Maps e Google Search, para ficar nos exemplos mais simples. Além disso, o CEO do Google, Eric Schmidt, tem uma cadeira reservada no conselho de administração da Apple.

E testes já mostraram que a tela do G1, aparelho da T-Mobile que roda o Android, tem a capacidade de executar comandos multitouch. Portanto a decisão de não incluir o recurso no Android foi de fato estratégica, e não técnica.

Resta saber quanto tempo o Google poderá manter a lealdade à maçã para não ofuscar o iPhone sem ficar para trás. O Palm Pre, que está para chegar no mercado em breve, terá multitouch. Outros podem seguir o mesmo caminho.  

Não impunemente, é verdade. A Apple já mostrou os dentes para defender sua patente de multitouch – vide as farpas trocadas em público com a Palm. E este episódio de bastidores do Android mostrou que, como diz o ditado, “manda quem pode, obedece quem tem juízo…”

 

Nenhum comentário: