sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Seria o Facebook uma cópia?

O jovem CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, deve pagar US$ 65 milhões a três ex-colegas para encerrar uma ação judicial que o acusa de roubar a idéia do site ConnectU.

O caso foi publicado no informativo inglês The Guardian, ontem (12), e, a princípio, não deveria ser algo público, pois havia um acordo entre todas as partes de não divulgar a notícia, que acabou vazando pelo escritório de advocacia dos acusadores.

O escritório conhecido como Quinn Emanuel divulgou, em uma newsletter, a seguinte mensagem: “Ganhamos US$ 65 milhões em uma decisão contra o Facebook”.

Zuckerberg conhecera o trio do ConnectU - Dyvia Narendra, Tyler Winklevos e Cameron Winklevos - na Universidade de Harvard. Desde julho, quando o caso chegou aos tribunais americanos, os três ex-colegas do dono do Facebook o acusaram de roubar a idéia, tecnologia, design e plano de negócio, enquanto eram estudantes.

Tida, desde o início do mês, como a maior rede social do mundo, o Facebook surgiu em fevereiro de 2004; já o site dos rivais, o ConnectU, foi para o ar em maio. A diferença de público entre ambas é estrondosa. Enquanto a rede de Zuckerberg recebe cerca de 68,5 milhões de usuários únicos por mês, a de seus delatores não passa de 100 mil membros.

A ação da ConnectU começou ainda em 2004. Os valores de resolução tiveram como base o investimento de US$ 240 milhões feito pela Microsoft em outubro de 2007.

 

Nenhum comentário: